A esperança reacendida

É bom chegar às estatísticas do blog e ter um indício que a minha passagem pela blogosfera não é um mero falhanço. O dia 2 de Abril – um dia depois da ode à mentira, para meu descanso – foi prodigioso. 139 visitas em 24 horas.

Depois vem a ironia. O porquê deste boom explica-se em duas coisas – na falta de melhor palavra. Primeiro: praxe, um tema que recorro com frequência pelo repudio que nutro pela prática mas que é, naturalmente, popular. Segundo: Facebook, rede social que absorve almas e imaginação a um ritmo interessante, deixando um rasto de alienação e acefalia assinaláveis. Ainda assim, pela sua amplitude, é capaz de propagar com alguma voracidade posts em blogs mais ou menos desconhecidos.

Resultado? Dois posts sobre praxes, partilhados no Facebook por alguém, são capazes de reacender a esperança a um blogger mais ou menos conformado com a sua condição de jogador da liga de honra.

 

Anúncios

One thought on “A esperança reacendida

  1. Isabel Portela diz:

    Não se conforme Luís. Abrace a ambição de que mais gente o leia, nem que o meio, para que isso aconteça, seja o FB.

    *Gostei muito do artigo sobre a praxe. Belíssimo título.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s